Auto-compreensão do Cidadão por Responsabilidade

Sobre a auto-compreensão do Cidadão por Responsabilidade. 4                            (  4 >   Situação Sustentável e Responsabilidade - Referências Bibliográficas )

Numa retrospectiva futura o desempenho do Cidadão por Responsabilidade será avaliado pelo tempo despendido no cumprimento de sua missão de realizar a Situação Sustentável.

Estando disponíveis os recursos tecnológicos e materiais, o seu desempenho resultará da energia desenvolvida nas iniciativas próprias e no exercício da liderança pelo exemplo, motivado por sua percepção de Responsabilidade.  Os Cidadãos por Responsabilidade não dispõem de outros instrumentos para mobilizar as suas sociedades para as ações necessárias ao longo do Desenvolvimento Sustentável.  E, tratando-se de uma tarefa global com ações locais, é impossível que surja algum líder carismático ao qual se possa, por alienação, “delegar” a Responsabilidade própria.

A experiência acumulada no trajeto já percorrido na direção para a Situação Sustentável indica que o desenvolvimento resulta de empenhos coletivos e “buttom-up” da Sociedade Civil.  Isto significa que o tempo despendido até à realização de uma Situação Sustentável dependerá do desenvolvimento da própria Sociedade Civil.

Entende-se que o desenvolvimento da sociedade será tanto mais rápido quanto maior for o número de Cidadãos por Responsabilidade atuantes.  Acontece que percepção da responsabilidade na consciência das pessoas resulta de uma catálise em que participam características individuais, a cultura, conhecimentos e experiências da realidade tecnológica e institucional.

Apresentando atividades já desempenhadas e atividades pendentes, destilando um perfil do Cidadão por Responsabilidade e oferecendo perspectivas do rumo na direção de uma Situação Sustentável e do rumos do desenvolvimento simultâneo da própria sociedade, procura-se contribuir para uma consolidação da auto-imagem do Cidadão por Responsabilidade.

No Comments Yet.

Leave a comment